H O M E      L O O K S     M O D A     B E L E Z A      L I F E S T Y L E      V Í D E O S      A N U N C I E


       

08 setembro 2014

Que Música tocar no meu Casamento? - Por Daniel Malker

A coluna do Dani está de volta hoje com uma tema mega útil que sei que muitas aí vão amar - Casamento! A dúvida do que tocar nesse dia tão especial deixa algumas noivinhas e noivinhos de plantão confusos, as músicas devem agradar principalmente aos noivos, mas também aos convidados, que na maioria das vezes são de todas as faixas etárias. Um problema? Não, mais. Vem conferir as dicas do Dani!!!


QUE MÚSICA TOCAR NO MEU CASAMENTO?

Se existe um tema recorrente relacionado a música sobre o qual me perguntam quase todos os  dias, com toda certeza é este: “O que tocar no meu casamento”!???
Música para casamento é algo bem mais complicado do que se imagina. Não para nós músicos e produtores que lidamos com isso a vida toda, mas para os noivos. E isso acontece porque ao contrário do que alguns dizem, quem casa, quer que seja para vida toda, logo, casamento é “uma vez na vida”, pelo menos na teoria e as memórias desse dia serão para todo e sempre!

Seguindo este raciocínio, vou enumerar 10 tópicos que vão explicar porque a escolha das músicas, músicos, bandas e DJ´s, tanto para sua cerimônia religiosa quanto para a sua recepção é fundamental, para que tudo corra bem e você possa surpreender seus convidados. Vamos lá:

1 – Escolha das Músicas do Religioso/Civil

Obviamente, as músicas a serem executadas dependem muito da religião dos noivos. Portanto, prefira misturar canções religiosas com algumas canções populares bem leves, que falem de amor de forma sutil e principalmente que façam parte da vida do casal. Se não quiser errar de jeito nenhum, utilize canções que tenham violão, ukulele e/ou piano, tipo folk . Ex: (Tiago Iorc, Jason Mraz, Colbie Caillat, Emerson Nogueira, Lu e Robertinho, James Taylor e versões acústicas de Beatlles.) E no caso das religiosas, evite as bíblicas com tristeza. Opte pelas mais alegres com mensagens positivas. Mas ATENÇÃO: Tomem muito cuidado com músicas em língua estrangeira. Acredite, saber o que diz a letra da música é de suma importância. Dois exemplos catastróficos interessantes que posso citar são as músicas “Every Breath You Take” do The Police e a francesa “Je Sui” do Jacke Moutieere. Todos acham essas canções belíssimas, eu também acho, mas a primeira, fala de uma pessoa ciumenta psicopata (segundo o próprio líder da banda) e a segunda de um cara admirando a noiva depois de matá-la enforcada. Já vi muito casamento usando essas músicas e o povo achando lindo.....rs! Bom acho que já deu pra entender né? 

2 – Escolha das Músicas da Recepção/Festa

Recepções e festas dependem muito de gosto, religião, cultura e principalmente do fator GRANA! Portanto, a escolha das músicas está diretamente ligada ao seu gosto e principalmente o gosto dos seus convidados. Na hora em que os convidados chegam, ou assim que acaba o cerimonial (nos casos em que tudo acontece no mesmo lugar) prefira Jazz, Bossa Nova e Lounge. Esta dica serve para todos os bolsos e tamanhos de festa. Não tem como errar. É chique, é sofisticado, é gostoso e abre o apetite. Este é um momento clássico onde os convidados querem conversar, se animar e interagir. O volume tem que ser bem baixinho, só pra dar um clima. Na hora do jantar, nos casos onde o orçamento permite, é muito interessante contar com música “ao vivo”’ já. Pois muitas vezes, alguns convidados nem querem sentar-se para comer, principalmente os homens. Desta forma, ter uma atração neste momento, ajuda a festa não perder o pique e cria uma ótima transição para a banda ou DJ que vai fazer o “baile”! Recomendo um bom músico que faça o estilo "voz e violão" tocando estilos variados. Nos casos onde o orçamento não permite, só mantenha o volume do som da chegada, trocando o repertório para algo um pouco mais popular como um bom sambinha leve, MPB ou até um house eletrônico desde que seja bem leve com frequências baixas.

3 – Escolha das músicas do "Baile"

Um conselho que gostaria de deixar especialmente neste tópico é: “Não queiram ser os donos da banda/DJ”!!!! Você pode (e deve) escolher algumas músicas para tocar na sua festa, mas lembre-se, se você escolheu a banda X ou o DJ Y pra tocar, é justamente pelas músicas que ela já toca. É muito feio chegar para uma banda e entregar uma lista com 30 músicas obrigando-os a tocar todas. Músicos profissionais, tem uma vida muito corrida e já seguem um repertório com rotinas pesadas de ensaios e shows, fazê-los trabalhar meses só para VOCÊ, acho bem feio. Eu não faço e se fizesse, cobraria o dobro do cachê.

4 – Comportamento: É bacana na hora da empolgação, subir ao palco, cantar e dançar junto com a banda?

A maioria das bandas que tocam em casamentos, não só permitem, como convidam os noivos e/ou convidados para subirem em um determinado momento, porém, levar copos com bebidas e exagerar na bagunça ou na quantidade de entusiastas ebrifestivos, pode ACABAR com a sua festa, literalmente. Um exemplo aconteceu num evento no qual eu já havia feito uma apresentação durante o jantar do casamento, mas como eu e minha família também havíamos sido convidados pelos noivos, fiquei para conferir o show da banda, que por sinal , era muito boa. No meio do show, com muita bebida, subiram umas 20 pessoas no palco juntamente com os noivos, com copos e taças nas mãos. Um cidadão bastante empolgado, subiu no praticável da bateria com um copo na mão e escorregou, batendo a cabeça no suporte do tecladista e desmaiou na hora!!! Nessa hora, outras pessoas se machucaram e uma madrinha derrubou um copo cheio de bebida nos pedais do guitarrista danificando o equipamento. Resultado: Um convidado no hospital, 4 pessoas machucadas e 3.000,00 dólares em prejuízo, que tiveram que ser ressarcidos à banda.

5 – Formato de Banda, DJ ou Projetos exclusivos?

 Se os noivos fazem o estilo sofisticado e seus convidados também, NÃO recomendo as tradicionais “bandas de baile” que tocam 5 horas e contam com as famosas dançarinas/bailarinas. Nada contra essas profissionais que fazem a alegria da galera, mas não há nada pior do que ver o seu tio-avô bêbado “babando” no shortinho da guria e depois tendo uma DR com a patroa no meio do salão, por causa da coreografia pseudo - ginecológica da música do momento. Prefira neste caso, bandas menores, que fazem shows em bares e boates com estilo pop variado e com pegada de show de 2 horas. Complete a noite com um DJ disparando clássicos na pista. Se você tiver muita grana mesmo pode até chamar uma banda famosa tipo o Jota Quest, mas correrá o risco das pessoas nem lembrarem de você e do seu casório e sim do Rogério Flausino com as mãos pra cima! Rs! Se o casal faz o estilo despojado – festão – do - interior, a banda de baile cai muito bem, porque, além de um tempo maior de apresentação, já possuem o equipamento de som e luz no pacote e tocam “de tudo”. Aos que preferem DJ´s ao invés de bandas, vai uma dica muito importante. DJ´s que tocam em baladas e boates, tem uma tendência natural a querer a todo momento “BOMBAR” a pista, independente de quem esteja nela. Portanto, certifique-se de que o DJ que vai tocar no seu casório, tenha experiência em CASAMENTOS. É bom lembrar que seus pais, avós, tios e convidados mais velhos, vão querer ouvir algumas coisas mais “antiguinhas” e certamente não sabem quem é o TIESTO, ARMIN VAN BUREN OU DAVID GUETTA, para eles, todos tem um só nome: BARULHO MUITO ALTO. Atualmente, está muito na moda colocar músicos e Djs juntos em projetos inusitados com vocal, violino etc. CUIDADO! Atuei no mercado eletrônico por 3 anos em nível nacional e pude ver dezenas de MENTIRAS sendo vendidas como atrações imperdíveis. Certifique-se de que o projeto tem o repertório e a competência para realizar um casamento sem queimar o seu filme.

6 – Banda famosa, pode Arnaldo?

Então, isso é uma questão bem interessante. Claro que pode! Pouquíssimas pessoas no Brasil podem ter o privilégio de dizer que o Capital Inicial tocou em seu casamento. Mas como falei no tópico anterior, você corre o risco das pessoas não estarem nem aí para sua festa e só estar a fim de ver a banda. Vai de cada um....

 7 – Tenho um convidado que quer cantar ou tocar na minha festa, isso é bacana?

Como diria o fabricante do cigarro “FREE”: É uma questão de bom senso (nossa....só os coroas vão entender!) Convidados são pessoas queridas, parentes etc... existe uma questão emocional em jogo. Na minha opinião, seria interessante analisar o talento do artista e se aquela “homenagem” vai causar algum desconforto aos ouvidos dos presentes. Digo isto, porque já presenciei convidados que roubaram a cena e fizeram bonito na festa, tocando até melhor que a banda contratada, mas também já vi muito parente aspirante a cantor acabar com a festa antes da hora. O problema neste caso, é quando decidem fazer uma SURPRESA. Aí, meus amigos, seja o que Deus quiser!!!!

8 – Tenho medo da música parar cedo e minha festa acabar cedo, o que eu faço?

O combinado não sai caro, nem barato! É combinado! Assim, na hora de fechar contrato com a banda, DJ ou outrem, certifique-se de que o tempo somado das atrações seja igual ou superior a 6 horas e meia de festa. É mais do que suficiente. Não é uma RAIVE. É um casamento. É de muita elegância, que as pessoas percebam que sua festa foi organizada até o fim. E que sim, teve um fim!!! Acho estranho pessoas exagerando, vomitando, meninas perdendo a “linha” e músicos olhando no relógio porque não vêem a hora de acabar. Na dúvida, a qualidade é bem melhor que a quantidade. Exemplo: Seus convidados chegam na festa as 21:00 hs. Vocês servem o Jantar as 10: 30hs. As atrações começam à 00:00 hs. E a banda encerra as 3: 30hs. Tá bom demais. É claro que sempre vai ter aquele pessoal mais empolgado que vai querer ficar até o dia nascer achando que tem o fígado de aço!!!Mas é a minoria, acredite. 

9 – Cuidado com a síndrome de “LADY KEITE”!

Eu sei que você está gastando muito dinheiro no seu casamento, mas calma! Tentar obrigar músicos, DJ´s e técnicos de som a trabalhar mais que o combinado, é algo que você JAMAIS deve fazer. Chamo isso de síndrome de “LADY KEITE”. De repente o álcool sobe à cabeça da noiva e ela acha que porque está pagando, o músico (OU DJ) virou um escravo dela e tem que tocar até sangrar os dedos. Já vi brigas feias entre pais, convidados, músicos, equipe técnica e até noivos se envolverem por causa disso. Respeito cabe em qualquer lugar, honre seus contratos, se quiser mais horas, contrate-as antes. Não faça como algumas ricas emergentes que tem a estranha mania de deixar clara sua condição fútil e arrogante de deficiente existencial. 

10 – Conselhos que vos deixo

 • Case para você e de coração. Isso é o que importa! • Não obedeça regras sem pensar, tudo o que eu disse aqui são opiniões. No final das contas, é do seu bolso que vai sair a grana. • Respeite a sua condição financeira. Não contraia dívidas exorbitantes por causa do seu casamento. De que adianta ter uma festa no céu se os seus 3 primeiros anos de casamento no inferno das dívidas? • Informe-se e pleneje com bastante antecedência. Leia sobre o assunto, a internet tem muita coisa bacana e dicas de como fazer uma festa muito bonita, divertida, gastando bem menos que seus amigos dizem. • Acredite em bons promoters. Pode parecer num primeiro momento, que não precisamos deste profissional. Mas se ele for bom e conhecido no mercado, poderá resolver problemas que vão te poupar muito dinheiro, muito tempo e alguns cabelos brancos. Vale cada centavo. • Tenho para mim, que casamento é um evento familiar e não social. Embora o sonho de toda noiva seja torná-lo assim, acho que as pessoas devem se casar porque se amam, convidar somente quem realmente gostam e no grande dia só se preocupar em ser feliz!! 

Espero de coração ter ajudado! BOM CASÓRIO E DIVIRTAM-SE!!


Release: Daniel Malker é músico, produtor musical e compositor com 20 anos de carreira, bacharel em direito com especialização em direito autoral, sócio proprietário do grupo BROTHERS COMPANY (Music Brothers, Video Brohers) e colunista da revista LOOK MAGAZINE.

Gostaram meninas??? Comentem aí!

Beijos,



Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Ameii todas as dicas e as palavras ainda mais pra mim que estou descobrindo tudo que se deve fazer para organizar um casamento.

    ResponderExcluir

Deixa um comentário, vai ❤

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...